Fernanda Martinelli: dialogando com empresas pela conservação

Foto1

English Version  /   Deutsch Version

Quando se fala em meio ambiente, sustentabilidade ou mudanças climáticas dois mundos distintos costumam vir à nossa mente: No primeiro, ambientalistas estão na constante labuta por preservação dos meios naturais, por meios de vida que respeitem mais o ambiente e na denúncia constante das degradações ambientais causadas pelo ser humano, principalmente na forma de políticas públicas (ou a falta delas) e na atuação das grandes empresas. E aí entra o segundo mundo. As empresas sujando, degradando, desrespeitando os territórios nas mais diversas formas e sempre visando ganhar mais, mais e mais.

Mas, infelizmente, não existe dois mundos! O mundo é um só e ambientalistas e empresas poluidoras ainda precisam dividir o mesmo lugar. Nessa árdua tarefa há os que preferem fechar as portas para qualquer possibilidade de diálogo com os vilões da história e os que aceitam ir lá, conversar, e mudar as estruturas por dentro. Fernanda Martinelli pertence ao segundo grupo.

O compromisso de Fernanda com a natureza vem desde pequena. Nascida em Vitória, no Espírito Santo, ela cresceu cercada pelo mar e por projetos de conservação como o Tamar – de proteção às tartarugas marinhas – e as ações da S.O.S. Mata Atlântica na região. “Eu adorava visitar esses projetos, estar no meio da natureza, mas nunca pensei que isso estaria conectado com a minha profissão”, conta.

Mas não teve jeito. Aos 18 anos Fernanda ingressou na faculdade de Biologia, em Viçosa, Minas Gerais, exatamente por ter as temáticas de meio ambiente e conservação natural ocupando todo o seu coração. Não a toa, depois da graduação e de um mestrado em Desenvolvimento Sustentável no Rio de Janeiro, Fernanda passou a integrar o time da ONG Conservação Internacional.

Foto4Em seus dois primeiros anos na organização, Fernanda trabalhou monitorando um projeto do governo federal chamado Bolsa Verde.  Nele o governo brasileiro oferece um auxílio trimestral à famílias em condições de extrema pobreza que vivem em áreas rurais ou comunidades tradicionais e que contribuem com a preservação da natureza. Fernanda considera essa experiência como uma “infiltração no mundo das comunidades”. Mas a experiência também serviu como a preparação para os próximos passos dessa jovem de 27 anos: a mudança para a Amazônia.

Hoje Fernanda vive na cidade de Belém, no estado do Pará, ao Norte do Brasil. Lá ela ainda trabalha para a Conservação Internacional, mas em um projeto onde ela ajuda empresas e comunidades locais a trabalharem com a palma de dendê de forma sustentável. Em seu trabalho diário está a tarefa de dialogar com grandes empresas para garantir que estas explorem a palma de dendê sem afetar as comunidades locais negativamente e também a biodiversidade. “As empresas são abertas ao diálogo porque a palma de dendê teve uma imagem negativa na Tailândia e na Indonésia, onde a expansão da produção afetou a biodiversidade”, explica. “As empresas no Brasil querem mudar essa visão para conseguir, inclusive, comercializar o produto a países que já se preocupam mais com essas questões”.

A tarefa de Fernanda não é fácil, mas é apaixonante. O que ela busca todos os dias é que, no final das contas, as famílias da Amazônia possam se desenvolver de maneira sustentável, plantando e comercializando a palma do dendê para as empresas com compromisso ambiental. E é por isso que o mundo precisa de mais Fernandas que estejam dispostas à entrar no mundo das empresas para dialogar e mudar as estruturas das mesmas por dentro.

Anúncios

Um comentário em “Fernanda Martinelli: dialogando com empresas pela conservação

  1. Orgulho de ser gêmea dessa mulher corajosa, batalhadora e que luta por um mundo melhor. Não veio a esse mundo a passeio! 🙂 Que bom tentar mudar o mundo junto com você e contar com seu apoio sempre!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s